segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Uma nação
assim parida...
sobras de asas
desbotadas
cuja memória
dos voos
se perdeu
nos vagões
das últimas tempestades...
e agora, moribundo e delirante,
o povo arqueja,
e vitupera,
em vão,
entre a imensidão
do que poderia ter sido
e o abismo do que já não é...


Adeilton Lima

Nenhum comentário: