domingo, 14 de agosto de 2016

Mantra

Alimente sua alma e deixe que a poesia venha
Ela virá!
regue a poesia e deixe sua alma livre
plante o que precisa ser plantado
Regue o que precisa ser regado
ouça o que precisa ser ouvido
Ao longe a voz suave dos pássaros
anuncia novas estações
doe mais sorrisos
como se nada mais lhe restasse
sobre a terra
olhe com perdão e compaixão os seus inimigos
(eles apenas te fortalecem
quando te fazem olhar pra si mesmo)
floreie os seus caminhos com a paz
alimento de todas as auroras
estenda sempre a mão sem esperar recompensas
jogue-se na vida como crianças num carrossel de sonhos
embale a sua própria criança nos versos de um poema
respire fundo a cada novo mergulho
respire agora ainda com mais intensidade
depois desta leitura.
a poesia veio
sem ornamentos
nem promessas
Como um mantra.


Adeilton Lima

Nenhum comentário: