sábado, 30 de abril de 2016

A acidez
dos dias
nos grandes lábios
da volúpia tesa
dentes de vulva
ovos de serpentes...
a língua voraz, tenaz
sagaz em delírios
O suor lubrificando
obliquamente
a carne, o osso
a vértebra dos trilhos
por onde o falo
se agiganta
se projeta
e penetra
os abismos!


Nenhum comentário: