terça-feira, 8 de outubro de 2013

A existência da borboleta é em ziguezague.
A existência do cão é em diagonal.
A existência do beija-flor é a leveza.
A existência da cobra é o veneno.
A existência do tigre é o ímpeto.
A existência da rã é o salto.
A existência do vaga-lume é a escuridão.
A existência do cavalo é a força.
A existência do pássaro é o horizonte.
A existência do caramujo é a espiral.

A existência do ator é o palco.
A existência do poeta é o verso.
A existência do poema é a alma.
A existência da lua é o sol.
A existência de Deus é o homem.
A existência do homem é a criança.
A existência do tempo é o agora!


Adeilton Lima

Nenhum comentário: