terça-feira, 21 de setembro de 2010

Minotauro



Google

Nesta milésima volta
Dentro do labirinto
Eu, minotauro,
Vou juntando minhas partes
Agora serenamente
Num ajuste de contas com o tempo
Amputado de frases óbvias e
Declarações dramáticas
Como um fio que me conduzisse
À minha própria forca
Sem a ajuda do carrasco...
Algo animalesco e humano
Bailará pendurado sob uma chuva de pétalas
Ele, o mais doce e cruel sentimento!

Adeilton Lima