segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008

Quero teu olhar se derramando pela rua
Nessa festa
Que seja barulhenta a madrugada
Cheia de luas
Quero a tarde de vermelho
O mesmo verde dessas árvores virgens
O joão-de-barro que partiu
A juriti saudosa
No raiar do dia
E quando novamente a noite chegar
Quero ficar aqui quietinho
Ouvindo a tua poesia

Adeilton Lima

Um comentário:

Nino disse...

Vai aí uma sugestão de um outro Blog que recebo d 15 em 15 dias. É de um baterista - Txotxa- que a cada quinzena faz uma análise dos bateristas mundo afora, dos conhecidos e desconhecidos...e o começou com uma brincadeira passou a circular como um editorial. É lógico que como você ele é um profissional competente. Porque não falar sobre os atores, teatrologos e diretores que fizeram parte da sua formação. Eu gotaria de ler.Daria muita visibilidade ao Blog.
Grande abraço,
Antônio - Nino